APÓS TÍTULO DE A MAIS SEXY DO BRASIL, MODELO PROCESSA REVISTA QUE QUER R$ 35 MIL POR CAPA

O que era para ser um sonho transformou-se em pesadelo para a modelo Julia Menezes. A gaúcha de 28 anos venceu o concurso A Garota Mais Sexy do Brasil, da “Revista Sexy”, e até hoje não viu sua foto estampada na capa. “Paguei R$ 1.500 pela inscrição, venci a votação popular junto com outra modelo, e era para a capa ter saído entre janeiro e fevereiro do ano passado. Agora, querem R$ 35 mil pela capa. Onde já se viu eu ter que pagar por isso?”, explica, indignada a moça.
Julia Menezes está processando revista

Segundo o regulamento do concurso, a ganhadora teria além da capa da revista, o valor de R$ 10 mil de prêmio. “Quando falei com o organizador, ele me disse que só assim poderia ser publicada. E a festa de lançamento teria que ter minha ajuda de custo”, conta ela, que está processando a revista e o organizador, Paulo Araújo: “Conheço meus direitos e vou até o fim nisso. Eles já estão fazendo outro concurso nos mesmos moldes. É bom alertar outras modelos que podem entrar nessa roubada também”, avisa Julia, que é musa da escola de samba Unidos do Peruche, em São Paulo.

Julia Menezes pagou para participar do concurso

Julia reclama ainda da demora do concurso: “Um ano e meio para darem o resultado. Fora que algumas meninas pagaram mais caro a inscrição. Uma desorganização total. Foram dizer para o meu advogado que eu deveria ficar quieta, mas não vou me calar diante dessa injustiça”.

Julia Menezes quer a capa e R$ 10 mil

Segundo o organizador do concurso, Paulo Araújo, o concurso, mesmo após dois anos, não terminou e que a modelo se “colocou como vencedora”. “Ela como sempre causando. Ela se intitulou a vencedora. O combinado seria ela esperar a final, com votação de jurados. Nunca disse a ela que seria por votação popular”, diz Paulo: “A final foi combinada para depois do carnaval porque a outra participante pediu. Ela está falando sem saber. Mas se quer processar, que seja feliz. Não estou preocupado”.
Sobre o valor cobrado pela capa, Paulo afirma: “De qualquer modelo é cobrado R$ 35 mil. Não é só dela”.
fonte:jornal/Extra